Se você acompanhou nosso último post, percebeu que as mudanças são constantes no setor de viagens corporativas. Existem novas possibilidades de pagamento disponíveis no mercado e é preciso escolher qual a mais vantajosa para implementar na sua empresa, por exemplo, pagamentos digitais em viagens corporativas.

A tendência do mercado corporativo em viagens de apresentar novos recursos, visa proporcionar às empresas vantagens na hora de oficializar o pagamento das viagens, com mais segurança e captura de dados de forma integrada. 

Quais os meios de pagamento da viagem corporativa?

Faturamento

Normalmente as agências emitem a passagem aérea, reserva de hotel ou aluguel de carro para o cliente que recebe a fatura da cobrança desse serviço. É como abrir uma conta de crédito junto à agência. Você tem um prazo para pagamento, geralmente sete dias, sem muita margem de negociação. Neste meio de pagamento da viagem corporativa as agências podem incluir uma taxa de administração.

Esse modelo está dando espaço para outras opções por oferecer maior segurança. As empresas estão optando pela cobrança direta do fornecedor, como acontece com os cartões. O objetivo é buscar modelos que eliminem distorções e até possíveis fraudes nas contas.

Cartão de crédito

Muitas empresas disponibilizam para os funcionários o cartão corporativo que funciona como um cartão de crédito de pessoa física, mas com foco empresarial. Basta um código para que o funcionário possa utilizar na reserva de hotéis ou compra de passagens.

Por muito tempo, os cartões de crédito tradicionais foram os mais utilizados em viagens corporativas. Mas essa opção, pode apresentar problemas com segurança e compliance, por conta da dificuldade de controlar os gastos. As faturas geradas pelas operadoras de crédito mostram o valor e o nome da empresa contratada e nem sempre na data real da compra. Portanto, identificar o responsável pela despesa se torna muito trabalhoso.

Essa pode ser encarada como uma das razões de muitas empresas optarem por meios de pagamentos mais eficientes para o controle de custos das viagens corporativas.

Cartões Virtuais

Os VCNs ou cartões de crédito virtuais são os novos modelos de cartões digitais que estão surgindo como forma mais segura de pagamento e são grande tendência do mercado corporativo em viagens

Essa nova tecnologia de pagamento centraliza as despesas com as passagens aéreas dos viajantes. As transações deste tipo usam um código exclusivo, e propiciam maior rastreabilidade e conciliação com todas as operações. Os VCNs não têm custo adicional, pois os bancos não cobram a anuidade deste cartão.
Funciona assim: a companhia aérea, o hotel e a locadora de veículos recebem um mesmo número de cartão, o código de segurança e uma data de vencimento. Este dado fica disponível por um determinado período de tempo. E com um valor máximo exato disponível. Passada a data, perde a validade e valores maiores que o permitido não são aprovados.

Os cartões virtuais ajudam a prevenir fraudes e possuem um processo de pagamento muito mais ágil. Além de otimizar o processo de prestação de contas. Não é a toa que o uso dos cartões virtuais aumentou em 35% nos últimos 12 meses.

Cartão passagens aéreas (CPA)

Você já usou o CPA? É um cartão específico para compra de passagens aéreas, com prazos de pagamento similares ao cartão de crédito comum, chegando a 43 dias de prazo, e não tem anuidade. Um detalhe bacana destes cartões é que o extrato vem bastante detalhado, trazendo:

  • Data de emissão
  • Número do Bilhete
  • Rota
  • Nome do passageiro
  • Classe
  • Valor da passagem
  • Companhia aérea
  • Centro de custos


Em números divulgados recentemente pela ABRACORP (Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas), no segmento aéreo, os cartões físicos e virtuais somam 64% dos pagamentos no período avaliado. Os outros 36% foram pelo meio faturado. Já no segmento de hotelaria, os cartões foram responsáveis por 26% dos pagamentos.

É importante analisar as opções e entender qual a melhor forma de pagamento a ser utilizada pela sua empresa. Nesta análise- leve em consideração tanto fatores financeiros até o comportamento do viajante e rotas mais comuns nas viagens. E independentemente de sua empresa utilizar pagamentos digitais em viagens corporativas, cartão físico ou faturado, contar com automação e integração dos processos e informações é essencial. Tanto para controlar as despesas quanto para fazer valer a política de viagens da sua empresa.

Entre em contato conosco para saber mais como um software de viagem corporativa pode ajudar sua empresa a acompanhar as tendências do mercado corporativo em viagens.

viagem_corporativa_ benner