Institucional

O FUTURO BATE A PORTA

9 de Janeiro de 2020 | por Equipe Benner

Regulamentação da telemedicina depende da informação e acarreta a construção de uma nova cultura mais colaborativa e centrada no paciente

As opiniões sobre a regulamentação da telesaúde de modo geral variam tanto que impossibilitam um consenso sobre a regulamentação. Um dos maiores fatores de rejeição do método, a crença constante de que a adoção de novas tecnologias torne o atendimento de saúde menos humanizado, vai de encontro ao entendimento de que a nova prática faça justamente o contrário o democratizar o acesso ao cuidado.

Clique aqui e confira na íntegra a matéria com Marcelo Murilo, vice-presidente de Operações da Benner.

 

 

Fonte: Revista Healthcare Management 

 

Comente