Logística

Logística e a crise: a atuação contábil fiscal em tempos difíceis

15 de Dezembro de 2016 | por Equipe Benner

Em situações difíceis, como o momento de crise que o Brasil vive hoje, buscar alternativas para manter a saúde financeira da empresa é essencial. Hoje, o país passa por uma de suas maiores recessões. Segundo a revista Época, entre 2014 e 2016 a economia encolheu 2,4% ao ano, contra o 1,4% ao ano registrado na depressão da década de 30. Naquela época, a atitude tomada para sair da crise foi queimar toneladas de café para forçar o aumento do valor internacionalmente. Hoje, com o cenário globalizado e competitivo do mercado essa ação não teria efeito algum.

Mas então, como enfrentar esta crise sem precedentes? Em 2015, o então ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa informou que a previsão de investimento de R$ 69,2 bilhões em transporte deve promover o crescimento de 0,5% da economia brasileira até 2018. Esse dado reflete o progresso da logística do transporte e sua importância e representatividade para a economia do país.

Para continuar com o desenvolvimento, a relação entre a logística e a crise obriga o setor de transporte a se reinventar. No momento atual da economia brasileira, com a diminuição de produção nas indústrias e, consequente redução no transporte de cargas, a área de logística precisa buscar novas formas de manter-se em ascensão. Uma das saídas é direcionar o foco para a logística fiscal.

A atenção aos impostos deve ser redobrada para certificar-se que não há apurações incorretas. Responsável pela administração das obrigações legais da empresa, a área fiscal e contábil, deve ser aproveitada como parceira estratégica da empresa, minimizando possibilidades de falhas como essas. Marco Aurélio Guimarães Pereira, co-autor do livro Manual do ICMS no Transporte Rodoviário de Carga no estado de São Paulo, revela que algumas empresas de transporte têm prejuízos de até 1,4% de sua receita, por não calcular impostos corretamente.

Além de certificar-se sobre a apuração correta de impostos, a área fiscal e contábil tem ainda outra possibilidade de atuação estratégica e lucratividade para a empresa. As operações fiscais, além de gerarem o pagamento de impostos (débito), também podem apurar créditos para a empresa. Esses créditos, podem ser trocados por benefícios com o Estado.

Por exemplo, o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é cobrado em todas as operações relativas à circulação de mercadorias e prestação de serviços de transporte e sua porcentagem varia se o transporte é intermunicipal ou interestadual. A informação referente ao ICMS consta na nota fiscal e o crédito será recebido do Estado, quando houver compras para investimentos na empresa. Imagine que, em um mês, sua transportadora pagou o valor de X reais de ICMS e, nesse mesmo mês, investiu em um novo caminhão, mais robusto e seguro, no valor de Y reais. Nesse caso o valor pago de ICMS poderá ser recebido, conforme a legislação vigente, para abater no valor total do caminhão.

Uma empresa que espera que o setor contábil e fiscal atue estrategicamente, não pode ver o contador somente como um apurador de impostos. Esse colaborador deve ser considerado como um profissional que atua com dinamismo, prestando consultoria nos assuntos relativos a área. Sua atuação na relação entre a logística e a crise é essencial, pois não creditar o valor devido de um imposto pago ou creditar um imposto que não deveria, pode fazer sua transportadora perder dinheiro, tanto pela possibilidade de autuações e multas quanto de realizar créditos disponíveis.

Para que esse processo seja realizado sem falhas é necessário que a transportadora possua uma área especializada em logística fiscal, além de contar com uma solução tecnológica para auxiliar no processo e minimizar possíveis falhas. Um sistema logístico adequado às necessidades da empresa, irá munir o setor contábil e fiscal de informações consistentes, além de calcular impostos corretamente, parametrizados de acordo com a legislação vigente.

Em tempos de crise, as empresas precisam pensar em diferentes maneiras de manter sua vida financeira saudável. A área contábil fiscal fará diferença nesse processo, pois com profissionais competentes e soluções tecnológicas adequadas, informações importantes serão melhor avaliadas e irão representar possibilidades de ganhos para a empresa.

Está curioso para entender ainda melhor as possibilidades de ganhos para sua empresa nestes tempos de crise? Como a combinação entre área contábil fiscal e uma solução tecnológica adequada poderão auxiliar a saúde financeira de sua transportadora? Conheça a solução da Benner! Converse com os especialistas e, conheça essas e outras vantagens!

cta-horizontal-benner-logistica-p3

Comente