• Vendas +55 (11) 2109.8500
  • Solicite contato
  • Suporte
    ERP Corporativo (47) 3321-1330
    Logística TMS (47) 3321-1301
    Logística WMS (47) 3321-1311
    Turismo (47) 3321-1332
    Jurídico (47) 3321-1326
    RH (47) 3321-1340
    Saúde (44) 2101-0800
  • Área do cliente
  • Área do colaborador
Logística

Logística 4.0: como ela impacta os negócios?

6 de Março de 2018 | por Equipe Benner

Estamos vivendo em um momento de muitas transformações na sociedade que estão mudando drasticamente a maneira como nós nos relacionamos: big data, internet das coisas, impressão 3D, inteligência artificial, só para citar alguns. Esses avanços fazem com que a maneira de se fazer logística também se atualize para conseguir acompanhar essa evolução, que já se tornou parte essencial do nosso estilo de vida. Essa atualização é a logística 4.0, que se baseia na criação de ações inovadoras para aperfeiçoar os processos da empresa.
A Amazon, por exemplo, começou a experimentar o uso de drones para fazer entregas de mercadorias de maneira cada vez mais rápida. Iniciativas como essa registram apenas o início da evolução da logística nas corporações.

Será que a sua empresa está preparada para isso?

Acompanhe o post e saiba mais!

O que é logística 4.0?


Ela é um novo processo de fazer e pensar em logística. Ela se baseia em um modelo avançado de produção, gerenciamento e distribuição ágil de mercadorias, seja dentro do próprio país ou cruzando fronteiras internacionais.

Por isso, os gestores precisam adotar cada vez mais ferramentas tecnológicas para que a empresa se mantenha competitiva no mercado. Caso contrário, ela será extinta porque não poderá atender às exigências dos consumidores diante de seus concorrentes. E essa verdade não perdoa ninguém.

Como assim? Se hoje a sua companhia leva entre sete e dez dias para garantir a entrega de uma mercadoria após o processo de compra pela internet, em um futuro próximo, esse tempo deverá ser reduzido. Caberá às corporações investir em processos eficientes para armazenamento de estoque e encaminhamento rápido dos produtos, sem perder o controle.

Portanto, a logística 4.0 exige que as empresas tenham um planejamento e saibam reagir rapidamente diante das mudanças do mercado, com flexibilidade e eficiência.

Mas, nesse exemplo que demos, será necessário enfrentar as barreiras geográficas e estruturais causadas pelas longas distâncias e a falta de infraestrutura logística (portos e rodovias estruturadas). Isso só será possível mediante a implantação de diferentes canais de distribuição e do uso de ferramentas tecnológicas. 

Como a evolução da logística impacta nos negócios?

Os processos logísticos passaram por muitas mudanças ao longo dos anos. A logística iniciou com a Revolução Industrial na Inglaterra no século XVIII, quando começou a expansão das indústrias e o transporte de mercadorias por meio de navios. O processo expandiu ainda mais no século XIX, quando a industrialização começou a chegar até a França e se expandir por meio das ferrovias.

A evolução da logística acompanhou a história da humanidade. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, por exemplo, o mercado possuía muitas demandas e produtos foram criados para facilitar o dia a dia das pessoas. Nesse período, os estoques eram controlados de maneira manual, a comunicação mais lenta (não havia internet) e os meios de transportes mais limitados.

No século XX a tecnologia começou a ganhar espaço na produção industrial. Com o surgimento dos computadores e da internet, a comunicação ficou um pouco mais rápida e os processos ganharam mais agilidade.

A globalização passou a ser uma realidade e as companhias tiveram mais facilidade para exportar e importar mercadorias. Foi nesse período também que surgiu o código de barras nos produtos, o que facilitava o controle dos estoques.

A evolução da logística não parou por aí. A tecnologia foi ganhando cada vez mais força no mercado e novas ferramentas foram criadas. O computador ficou cada vez mais rápido e moderno e a internet ultrapassou os limites anteriores, ganhando velocidade e o protagonismo na sociedade.

Logo, a logística 4.0 está relacionada à automatização das fábricas e de todos os processos. Ela envolve não apenas o uso de computadores, mas de softwares, aplicativos e recursos em nuvem para controlar as operações. A operação logística está relacionada à facilidade de comunicação com o avanço da Internet das Coisas .

Da mesma forma que no passado as empresas precisaram se adaptar para “não morrer”, as companhias de hoje também devem acompanhar as mudanças. Sendo assim, o gestor precisa conhecer as soluções disponíveis para modernizar os processos e alcançar melhores resultados:

  • Big data;
  • Cloud computing;
  • Internet das Coisas e o rastreamento de objetos;
  • Conectividade e inteligência dos processos.


O big data, por exemplo, permite o armazenamento de dados que podem ser processados em alta velocidade. Na logística 4.0 ele está relacionado à coleta de informações de clientes, criação de pedidos e acompanhamento de entregas. Ele aumenta a eficiência operacional e permite a previsibilidade do envio de produtos.

Já a cloud computing possibilita que o gestor acesse as informações da empresa em tempo real. Ela proporciona recursos ilimitados, flexibilidade e segurança para os dados.

A Internet das Coisas , somada às tecnologias anteriores, impulsionará a logística com o uso de dispositivos móveis para o rastreamento de objetos. Sendo assim, será possível acompanhar os itens em tempo real, permitindo a conectividade e inteligência dos processos.

Enfim, a logística 4.0 permite que as companhias tenham processos mais organizados e transparentes para os consumidores. Ela poderá alavancar os negócios – para quem souber utilizar seus benefícios – ou fechar as portas de muitas organizações.

Você quer manter a sua empresa competitiva? Entenda como a tecnologia pode facilitar as suas rotinas diárias!

cta-horizontal-benner-logistica-p3

Comente