Compliance Jurídico

Como manter os custos da área jurídica sob controle?

30 de Novembro de 2015 | por Equipe Benner

Manter, com precisão, a gestão de custos é um dos maiores desafios do departamento jurídico. Ainda mais no atual cenário corporativo (cada vez mais complexo) e com uma economia de escala global em constante oscilação.

Como manter os custos da area juridica?


Existem três grandes vertentes na gestão de custos:


  1. Custos relativos aos processos.
  2. Custos e despesas com escritórios externos (honorários).
  3. Custos de pessoal interno.

 

Hoje, um departamento jurídico não deve e não pode mais se importar exclusivamente com o desempenho judicial, ele precisa agregar valor ao negócio e garantir que seus resultados ajudem a corporação atingir seus objetivos estratégicos. Mas, depois deste belo discurso a verdade é que é muito difícil realizar estas tarefas, sobretudo se não estiverem amparadas em boas ferramentas de tecnologia, ou seja, em um bom software jurídico.


Existem algumas perguntas que nos ajudam esclarecer em que ponto estamos e o que precisamos fazer para melhorar o desempenho financeiro. Mas, antes vamos a algumas máximas empresariais muito em voga:


  1. Seu quadro de pessoal não vai aumentar;
  2. A diretoria executiva quer cortar pessoas da sua área;
  3. Seu orçamento será reduzido;
  4. Haverá pressão dos escritórios, no período de renovação contratual, para aplicarem reajustes de preços;
  5. Seus custos vão subir;
  6. A empresa sofrerá (provavelmente) mais ações trabalhistas.

 

Para ajudar a identificar algumas saídas, faça estas perguntas:


  1. Existem muitos processos manuais na área?
  2. Preenchemos e manipulamos muitas planilhas?
  3. Como conferimos custos e despesas?
  4. Como é o processo de aprovação de despesas processuais?
  5. Nossos escritórios são avaliados por indicadores?
  6. Desperdiçamos tempo e dinheiro alocando profissionais de alto nível em tarefas operacionais?
  7. Nossos colaboradores utilizam mais outlook e Excel que a aplicação jurídica?
  8. Temos visão gerencial dos custos e despesas em tempo real?

 

Baseado nas respostas é hora de uma decisão:


  1. Está tudo bem e vamos manter os processos de negócio e o software atual.
  2. Precisamos melhorar e vamos alterar os processos de negócio ou o software.
  3. Está tudo errado. Vamos implantar um novo sistema e modificar os processos de negócio.
  4. Não sei o que fazer (provavelmente alguém tomará uma decisão a respeito).


 

Enfim, brincadeiras à parte, o assunto é sério e deve ser pensado exatamente sob este ponto de vista e o ponto de vista dos stakeholders da sua empresa.


O momento é agora, 2016 está chegando e carrega consigo mais desafios, esperamos que você e sua empresa estejam preparados.

Continue acessando ao blog para conhecer mais informações sobre como melhorar a gestão organizacional da área jurídica. Até o próximo post!

New Call-to-action

Comente