O CIO recebe uma demanda do Departamento Jurídico por um software especializado para automatizar os processos e integrar com as demais áreas da empresa. Nesta hora o executivo de TI se depara com um dilema recorrente: a  preocupação entre velocidade e desempenho. Será que essa solução tecnológica não vai sobrecarregar meus servidores e comprometer a operação do departamento?


As empresas estão cada vez mais dependentes de conectividade e do engajamento – ambos gerados pelo aumento constante de dispositivos conectados. Como a transformação é contínua e acelerada, departamentos de TI precisam encontrar um equilíbrio entre proteção da rede e oferta de uma infraestrutura flexível capaz de fornecer uma experiência de qualidade em negócios essenciais.

Considerando este cenário, a opção que mais se adequa as suas necessidades é uma solução no modelo de SaaS - Software as a Service - onde o sistema fica na nuvem (cloud computing). E o mais interessante é que essa modalidade se adapta e integra perfeitamente aos sistemas já instalados no servidor da empresa. Para que o software tenha um bom desempenho “rodando” em nuvem, é imprescindível que o cliente tenha uma boa velocidade de internet. A grande vantagem é não sobrecarregar os servidores da empresa.


A nuvem trouxe novas práticas, ferramentas e processos que beneficiam o desenvolvimento e as operações de TI em geral. Jeffrey Mann, vice-presidente de pesquisas do Gartner, acredita que a movimentação para a nuvem é inevitável. Isso não significa, no entanto, que tudo será baseado em nuvem. O universo híbrido será o mais comum. Com isso, caberá aos CIOs esta definição, transformando a TI em um broker de serviço com um maior alinhamento dos negócios.


E nesse cenário, a modalidade SaaS em nuvem ganha destaque, tornando-se a opção preferida do líder de TI para obter mais agilidade e segurança. É o que aponta o estudo global conduzido pela Vanson Bourne a pedido da fabricante EMC, onde foram ouvidos mais de 10 mil profissionais C-level em 33 países, sendo cerca de cem deles no Brasil.


Segundo a KMPG, 50% das empresas adotam uma solução em nuvem devido ao custo benefício que pode ser oferecido aos negócios. Entre as vantagens de uma solução especializada para a gestão do Departamento Jurídico no modelo SaaS em nuvem estão:


  • Escalabilidade simples e automática
  • Atualização automática do Sistema
  • Manutenção do Banco de Dados
  • Baixo custo de administração
  • Agilidade
  • Infraestrutura Self-Service
  • Total segurança de dados


Com um software SaaS em nuvem você libera os servidores internos da empresa e garante performance, com segurança e disponibilidade. A maioria dos clientes da Benner já optaram pelo modelo em nuvem da nossa solução especializada na área jurídica. E você?

cta_benner_juridico_ti_horizontal