Recentemente aqui no blog você viu que as empresas estão cada vez mais exigindo do departamento jurídico uma atuação estratégica e participativa nos resultados do negócio. E, para que isso aconteça, além de transparência junto aos escritórios credenciados, estar próximo às áreas de negócio da companhia e acompanhar os acontecimentos de mercado é fundamental. Essa atuação mais pró ativa, ajuda a desenvolver maior engajamento do time junto aos negócios assim como contribui com o desafio do departamento jurídico de mudar a visão da companhia em relação à área.

Como gestor jurídico, você precisa contar com profissionais atualizados, com vontade de ir além do conhecimento técnico e que se interessem pelos mercado e pelos negócios em que sua empresa está inserida. Dessa forma, o departamento pode ser envolvido no planejamento estratégico da empresa e na condução de projetos importantes, indo muito além do rotineiro suporte jurídico prestado às áreas.

Para isso, é importante incorporar no dia a dia da área ações que fazem toda a diferença entre ser um centro de custo ou um centro de resultados para os negócios da empresa. Confira mais cinco dicas que vão ajudar o departamento jurídico a se posicionar de forma mais estratégica:

Estimular a inovação no departamento jurídico

Criatividade e inovação são fatores que contribuem (e muito!) com a mudança de patamar de qualquer área, e no jurídico não é diferente. Por isso, incentivar os profissionais do time a buscarem o diferente, a encontrarem novas soluções e a sair do tradicional é um ótimo gancho para movimentar a área. Apoiar novos projetos e iniciativas - visando melhores resultados - é fundamental para criar uma cultura de criatividade e engajamento no departamento.

Padronizar os processos e a comunicação

Padronizar os processos de trabalho e definir os fluxos (workflow) a serem seguidos nas atividades rotineiras do departamento jurídico é fundamental para aumentar a segurança e a produtividade do time. Dessa forma, as informações não se perdem, as tarefas caminham e todos os envolvidos se entendem, porque têm acesso fácil às informações e falam a mesma língua. Essa padronização facilita, por exemplo, a integração entre os departamentos jurídicos das diversas filiais de uma empresa, inclusive de outros países.

Buscar profissionais com o DNA da empresa

As empresas buscam no mercado profissionais que compartilham de seus valores e que entendam e combinam com sua missão e visão. Para contribuir de fato e desenvolver todo o potencial, profissionais e empresas precisam sim compartilhar dos mesmos gostos e anseios. Cabe ao gestor jurídico buscar os profissionais que, além das habilidades técnicas essenciais da área, mais se identifiquem com a companhia e seu segmento de atuação.

Colocar cada profissional do departamento jurídico na posição ideal

Muito além de encontrar o profissional mais habilidoso e que se identifique com a empresa, o gestor jurídico precisa entender essas habilidades e competências de cada membro do departamento para perceber a melhor posição e direcionar responsabilidades para cada um deles. Assim, o gestor jurídico mantém a equipe motivada, reduz a rotatividade e potencializa os resultados do time.

Gerir com transparência os escritórios credenciados

Atuar com transparência junto aos escritórios credenciados implica em manter alinhamento quanto aos objetivos do departamento. Os terceirizados são como uma extensão da área jurídica da empresa e assim devem ser tratados - com informação, gestão e controle. É importante que conheçam a fundo as políticas do departamento e seus principais objetivos. Definir claramente os resultados esperados, métricas, formas de remuneração, prazos e as premissas da relação é essencial para um bom relacionamento.

Implementar indicadores de desempenho

Os indicadores de performance serão fundamentais, tanto para o gestor jurídico gerir o departamento e os escritórios credenciados, quanto para demonstrar para a empresa os resultados alcançados. Com métricas quantitativas e qualitativas, será possível direcionar os esforços, valorizar os profissionais e escritórios de melhor performance, além de motivar o time na busca de resultados melhores.

Contar com tecnologia para facilitar a rotina do departamento jurídico

Usar tecnologia e ferramentas especializadas em gestão jurídica é a melhor alternativa para liberar tempo dos membros do departamento darem foco às questões estratégicas da empresa. As atividades de rotina e mais operacionais precisam ser conduzidas com rapidez e segurança, sem necessidade de controles extras, digitação e retrabalho. Gestão de contratos e documentos, workflow, integração com software de gestão empresarial e tribunais,, controle de agenda, gestão do contencioso, controle de credenciados, entre outras, são atividades fundamentais facilitadas pela tecnologia.

New Call-to-action

Acompanhar os objetivos do negócio a fim de ter uma atuação estratégica ganha importância devido aos cenários cada vez mais complexos em que as corporações estão inseridas. Como resposta, o gestor jurídico e todo o time evoluíram de um estilo convencional, mais reativo e orientado à prevenção de riscos, para um estilo estratégico, orientado ao negócio, buscando uma atuação mais engajada e inovadora.

O desafio do departamento jurídico em atuar como parceiro de negócios na tomada de decisão da empresa e das demais áreas da companhia, passa por estreitar as relações para contribuir com a visão legal em esferas além da celebração de contratos ou gestão do contencioso, por exemplo. Negociações, contratações e parcerias, assim como outros processos que impactam nos resultados da empresa, se tornam parte da rotina do departamento.

E, certamente, para que isso aconteça a gestão estratégica do departamento jurídico precisa estar fortemente apoiada na adoção de processos bem consolidados e tecnologia, para trazer a visibilidade e a produtividade que a área precisa. Uma solução tecnológica especializada na gestão do departamento jurídico, amigável, intuitiva e robusta é a melhor alternativa para acompanhar e otimizar a rotina da área, com segurança e compliance. Assim, gestor e departamento jurídico podem fazer contribuições decisivas para a maximização dos resultados da organização.

Lembre-se: informatizar não é automatizar. Confira neste ebook a diferença e identifique o melhor caminho para sua empresa.