Qual a relação da frase "Diga-me como me medes que eu te direi como me comporto" atribuída a Elyahu Goldratt, com a área de RH (Recursos Humanos) da sua empresa?

Muito, se você está buscando mudanças para alcançar o papel do RH estratégico, elevando sua importância nas empresas. O RH estratégico auxilia a empresa a alcançar suas metas, pois seu papel vai além de calcular a folha e fazer as contratações. Mas como mostrar isso a companhia?

Para dar uma guinada nesse cenário, você precisa compreender qual o objetivo de resultados do RH na sua empresa e traçar uma estratégia para desempenhá-lo bem. O passo principal é reduzir o envolvimento do time com atividades operacionais. Para isso, contar com tecnologia para aumentar a eficiência nos processos da área e acompanhar as tendências de RH com a transformação digital será fundamental.

Ao automatizar o setor, você direciona seus esforços para a aquisição de produtos e serviços de melhor qualidade por um preço menor. Pode contar e dispor para toda a empresa de informações relevantes na medida certa. E de quebra, contribui para a geração de lucros ou economia de recursos, por meio de decisões mais assertivas. Quanto mais automatizado e direcionado por metas de RH estiver o setor, maior valor será percebido por outros departamentos.

Por isso, uma gestão de RH inteligente permite que se tenha uma visão global do departamento, com métricas do setor de RH que podem racionalizar o desempenho da área e determinar o papel do RH estratégico. Confira indicadores que vão ajudar:

#1 Indicadores de Recrutamento e Seleção

Registrar os parâmetros de contratação e perfis de novos talentos é fundamental para encontrar, em menos tempo, o profissional que esteja de acordo com os padrões exigidos por sua empresa.

#2 Indicadores de Absenteísmo

Além do registro ser eficiente, caso algum colaborador não concorde com o número de faltas, é também um importante termômetro para a empresa medir os porquês das ausências. As justificativas dadas podem ajudar a detectar problemas que impactam no clima organizacional e que precisam de campanhas de conscientização para serem solucionados. 

#3 Indicadores de Frequência

Não basta apenas ir trabalhar, mas também chegar no horário. Quando você tabula a pontualidade, ou não, dos colaboradores, consegue mensurar se eles estão engajados, detectando e ajudando também aqueles que ainda precisam se adequar aos padrões da empresa.

#4 Indicadores de Rotatividade

O turnover é um indicador importantíssimo para saber se sua empresa é um bom local para trabalhar. O entra-e-sai de colaboradores é ruim para sua imagem no mercado por não reter talentos e representa um gasto desnecessário com as contratações constantes. Por meio desta métrica você pode descobrir os motivos que fazem os trabalhadores se desligarem.

rh_benner_cta

#5 Indicadores de Competências

pessoa certa no lugar certo proporciona um resultado mais expressivo. Quando uma gestão de RH eficiente faz um banco de dados com as competências exigidas para cada função e departamento, as equipes de trabalho atuam com mais assertividade. E acredite: esta pré-definição de competências é um divisor de águas na hora de selecionar novos talentos. 

#6 Indicadores de Desempenho

Ter domínio do desempenho individual de todos os funcionários é tarefa bastante difícil, mas essencial para detectar os treinamentos e capacitações necessários. Quando estes dados são armazenados em um sistema, fica muito mais ágil saber exatamente como cada equipe precisa evoluir para garantir seu rendimento. 

#7 Indicadores de Treinamento

Quem não gosta de evoluir dentro da empresa? Configurando os treinamentos para cada colaborador, o RH consegue visualizar a evolução individual, melhorando a qualidade do time por inteiro.

#8 Indicadores de Cultura Organizacional

Quando o colaborador trabalha em um clima agradável ele fica satisfeito e permanece muito mais tempo na empresa. Estabelecidos o posicionamento e valores da empresa no gerenciador, fica mais fácil a disseminação destes conteúdos e o estabelecimento deles como pré-requisitos na seleção de talentos. 

#9 Indicadores de Capacidade e Eficiência

Suas equipes são realmente produtivas? Identificando em um sistema a produtividade dos profissionais você consegue reavaliar o tempo gasto por cada atividade, a utilização dos processos e os gargalos, verificando a necessidade de novas contratações.

# 10 Indicadores de Liderança

Um bom líder consegue resultados surpreendentes para uma equipe. Quando você conta com um sistema que ajuda a detectar ou treinar lideranças entre os colaboradores, você oferece oportunidades internas e ainda economizar tempo e dinheiro com profissionais não aptos para a função.

Não é de se admirar que falte tempo para traçar estratégias e metas de RH. Afinal, são muitas atividades, que envolvem muitas pessoas de todos os departamentos do seu negócio. Mas um RH estratégico auxilia a empresa a alcançar suas metas. Além disso, você precisa virar a chave do operacional. Implante metas de desempenho no seu RH e mostre para toda a companhia como sua área se comporta: no papel do RH estratégico!